Colégio Paraná Colégio Paraná

Notícias On-line

O que é cyberbullying, tipo de violência virtual


16/07/2019

Neste artigo você irá descobrir o que é cyberbullying, como identificar e também o que deve ser feito nesses casos.

Em primeiro lugar é preciso saber o que é cyberbullying ou assédio virtual. Esse nome é dado a qualquer forma de perseguição, comportamento hostil e insultos que visam ridicularizar e constranger uma pessoa. Essa violência para ser caracterizada de cyberbullying pode ser praticada por um indivíduo ou grupo de pessoas. Contudo, sempre com o uso de celulares ou internet.

No entanto, sempre ocorre de maneira repetitiva. Diferentemente do bullying, onde o agressor precisa estar em frente à vítima, aqui a violência ocorre pela internet. Onde na maioria dos casos, os agressores se mantêm anônimos.

O que é cyberbullying?

Cyberbullying é uma variação do termo bullying. Neste caso a pessoa ou grupo utiliza celulares ou internet para praticar a violência. A palavra bullying foi cunhada a cerca de 15 anos para representar formas de violência recorrente contra uma pessoa. Em português também são usadas as expressões assédio ou violência virtual para classificar esses atos.

A palavra bullying vem do inglês e é uma expressão usada para as palavras “amedrontar” ou “intimidar”. Já que o termo bully é uma espécie de gíria correspondente a palavra valentão em português.

A expressão cyberbullying, no entanto, é mais recente. Ela passou a ser usada com os avanços da tecnologia, quando os celulares e a internet ficaram ao alcance de todos.

Com isso o bully não precisou mais se limitar a manter as agressões apenas nos momentos em que se encontrava com a vítima. Em vez disso as agressões podem ser constantes e por meio das redes sociais, na maioria das vezes, feitas de forma completamente anônima.
Só para exemplificar: insultar, constranger, perseguir e incitar o ódio contra uma pessoa são casos de assédio virtual. Assim como fazer a divulgação de informações pessoais e a disseminação de informações falsas na rede.

A semelhança entre os dois casos é o objetivo do agressor. Geralmente eles desejam ridicularizar e excluir a vítima da agressão de determinados ambientes. Para conseguir isso, essas pessoas podem se utilizar até mesmo de mentiras, chegando a espalhar boatos nas redes sociais.

No entanto, mesmo que não ocorram casos de violência física, o assédio virtual pode trazer consequências graves para as vítimas desse tipo de violência. Entre elas estão problemas de autoestima e até casos mais graves como ansiedade e depressão.

Como ele funciona?
Geralmente o cyberbullying é feito de maneira pública. Para isso são usados ataques pessoais, principalmente relacionados às características físicas da vítima. Tudo isso sempre feito com o intuito de constranger publicamente.

O agressor tem a seu dispor diversas ferramentas que podem ser usadas para este intuito. Entre as principais está a perseguição, que pode ser feita pelas redes sociais ou aplicativos de mensagens.
Só para exemplificar, ficar enviando mensagens pejorativas ou com ameaças de constrangimento ou violência pode ser caracterizado com cyberbullying. Criar páginas nas redes sociais com a intenção de ridicularizar alguém também se encaixa nesse meio.

Outro meio pelo qual este tipo de violência funciona é através da criação de contas falsas no nome de outra pessoa. Quando isso é feito com a intenção de ofender e causar constrangimento é caracterizado como violência e crime virtual.

Ofender uma pessoa de forma recorrente em grupos sociais online, comentários e até mesmo em blogs também se encaixa neste termo. Por fim, existe ainda a divulgação de fotos e vídeos íntimos ou a criação de montagens em aplicativos de edição de imagem usando a imagem da vítima.

Vale sempre lembrar que a principal característica do bullying é quando a violência acontece de maneira intencional e recorrente. Com a popularização da internet, a importunação pode ocorrer 24 horas por dia. O que faz com que ela traga diversas complicações para as vítimas.

Outro ponto que agrava o problema do cyberbullying é que os constrangimentos feitos de maneira online são permanentes. Isso acontece porque uma vez que qualquer informação é colocada na rede mundial de computadores ela pode ser replicada e dificilmente será excluída por completo.
Tipos de bullying
Existem seis tipos principais de bullying. Eles são separados de acordo com o método usado para causar constrangimento. Esses métodos podem ser morais ou até mesmo físicos.

O ponto em comum entre todos os casos é o uso de violência física, psicológica ou moral recorrente. Sendo que na maioria dos casos a vítima apresenta um comportamento ou características tidas como diferente pela maioria. Portanto, acaba sendo excluída e ridicularizada.

Os principais tipos de bullying são:

Virtual
Físico
Psicológico
Verbal
Moral
Social

Ensino Infantil | Ensino Fundamental | Ensino Médio


Coryright 2019 - Sociedade Civil Educacional e Cultural de Maringá

Av. Prudente de Moraes, 815 - Zona 7 - Maringá - Paraná - Brasil

(44) 3027-1100